My sweet life in Germany

Hoje mesmo estava lendo um livro chamado The Sweet Life in Paris, de um autor americano chamado David Lebovitz (na verdade ele é da área gastronômica). Ele disserta sobre o fardo que foi tornar-se parisiense (e lembrem-se: ele é americano!). Com muito humor, claro. Adorei essa frase aqui: “To life in a foreign country you need to learn the rules, especially if you plan to stay. And I had to learn plenty.” 

Essa literatura estilo crônica com tema no viver no estrangeiro tem me interessado muito, principalmente porque sou uma retirante no estrangeiro. Me identifiquei com trechos como: “descobri que era parisiense quando coloquei minha melhor roupa pra levar o lixo pra fora”. Fiquei pensando: aqui na Alemanha seria exatamente o contrário. Bem, pelo menos onde vivo, no Leste, onde as pessoas são teoricamente mais desprendidas desses valores estéticos.
Eu lembro que tive que me adaptar à pizza sem queijo de São Paulo. Mas isso me custou muitas manifestações de revolta. Como assim uma pizza sem queijo? Para mim, isso dizia muito do paulistano, da sua cultura, bradava eu com o dedo apontando pro ar meio sujo. Até que um dia aceitei, resignada, essa condição. Me conformei com o fato de pagar um troco a mais pra ter queijo na minha pizza. Imagina, pedir uma pizza “com queijo”! Só em São Paulo mesmo, onde se come também churrasco com pão e farofa Yoki. 
I had to learn plenty!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s