A pregação de Nina Hagen

Quem lembra da Nina Hagen, a diva punk da Alemanha socialista, protagonista de escândalos envolvendo sexo, drogas e UFOS? Pois é, quem tem mais de 25 anos lembra bem dela. A garota de Berlim que festejava o apocalipse já gravou até um clipe com o Supla.

Em março desse ano Nina lançou sua autobiografia, intitulada Bekenntnisse (confissões). Mas os detalhes sobre sua vida rock´nroll e errante não chamaram muita atenção da mídia. O que deu (um pouco) o que falar foi seu encontro com Deus. Caquequecomo? Sim, Nina Hagen e Deus têm tudo a ver, aparentemente.

Estamos falando de confissões religiosas: o encontro com Ele depois uma experiência de pré-morte causada por uma badtrip de LSD é um lado da carreira de Nina que quase ninguém conhece.

Achei uma entrevista dela, onde detalha um pouco essa experiência. Aqui, um trecho:

Com 16 anos fui pra Polônia pra trabalhar. E lá, todos os dias, via as igrejas mais lindas, em Varsóvia e em Danzig, onde rezei muitas preces. Mais tarde, quanto já tinha 19 anos e voltei pra Berlim Oriental, encontrava muitas vezes com amigos que conheci na Polônia. E uma vez um deles disse: “Poxa, queria ter trazido uma parada pra fumar, mas só tinha LSD”. Pensei: “Pelo amor de Deus, já ouvi falar disso!”. Alguns amigos já tinham me contado que era possível encontrar com Deus ou Buda durante uma trip de ácido. Experimentei a coisa e o que aconteceu foi uma verdadeira loucura. No final da trip, pude dizer que passei a noite toda em companhia de Deus, em companhia do Criador, num clima totalmente easy. Foi aí que senti que Ele me amava.

Esse post foi publicado em Literatura, Música e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para A pregação de Nina Hagen

  1. Nanda Melonio disse:

    lembro vagamente dela. tinha uma coleção de copos da pepsi com as estrelas do rock in rio lá em casa na déc. de 80 e lá estava nina hagen… mas juro que nunca parei pra escutá-la. de repente faço isso agora…
    bjs!

  2. Rogério Tomaz Jr. disse:

    Essa mulher era MUCHO LOKA!! E tinha umas músicas legais. Não sabia que era da Alemanha Oriental…
    Tá muito bonito o visual do blog também!
    Bjo,
    R.

  3. Carol Barata disse:

    Isso que é fazer ALOKA.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s