Acordo nuclear enquanto small talk

Com atraso devido a uma semaninha atribulada, a crônica da semana, publicada na longínqua quarta-feira, no Noblat.

"O Brasil tem acordo nuclear com a Alemanha?? Aber wirklich??"

Ser estrangeiro é: não perder a paciência respondendo perguntas clichês sobre o seu país de origem. Os alemães, no entanto, têm fama de serem os turistas mais bem informados do mundo, mas às vezes lhes falta inspiração. E é aí que a “estrangeira” entra e faz uma proposta “alternativa” pro gringo: que tal conhecer o centro-oeste do Brasil? Já ouviu essa banda aqui?  Não é samba nem bossa nova, tá? Que tal conhecer Belém, a minha cidade, além de só se embrenhar nos resorts dos confins da Amazônia? E assim por diante. No meio dessa propaganda brasileira toda, sempre me pego falando muito do Lula.

E aí tornou-se complicado ser conhecida de repente como a „fã do Lula”. Agora ficam me colocando na parede para saber por que diabos ele está se metendo “nesse negócio de acordo nuclear”. Certamente não é o tipo de tópico que eles esperavam encontrar por aí sobre o Brasil, especialmente em época de Copa. Todos os portais do mundo na segunda-feira estavam com Lula e Ahmadinejad em sua capa (menos os brasileiros, claro). E aí gerou um bafafá privado na minha esfera alemã de conhecidos e agregados.

“Mas o Brasil é cheio de rio, riquezas naturais, etc. Por que vocês se interessam justamente por energia nuclear?”, me perguntou um desavisado. “Eu estava lendo uma matéria que dizia ser o Brasil  uma potência nuclear perigosíssima no futuro. É verdade?”, pergunta outro curioso, referindo-se a um artigo da Der Spiegel. E eu não sabia e nem queria responder, porque não estou por dentro do assunto e provavelmente ia falar alguma inverdade. Mas quis desenvolver o tópico, que incrivelmente saía do small talk “conhecimentos gerais sobre o Brasil” de sempre.

Porque desde que cheguei aqui, as seguintes perguntas estão no Top 2 “Perguntas que todo alemão faz pra Tamine”: 1) você não morre de frio aqui?; 2) você joga futebol?; e tem uma última, que não é uma pergunta, mas merece uma “menção por honra ao mérito”: 3) diga o nome de 3 frutas exóticas que crescem no Brasil. Os alemães têm um interesse incrível por frutas exóticas e índios (mais um Top 2…). Mas isso é assunto para outro dia.

– Ok. Graviola, caju e araçá. Ei, mas sabia que o Brasil e a Alemanha assinaram até um acordo nuclear?
– Sério??, diz meu interlocutor.

Em março, o Ministro das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, esteve no Brasil para dar um novo fôlego a essa troca teutônico-tupiniquim, que remonta à 1975, quando o Acordo Nuclear Brasil-Alemanha foi assinado e previa a construção de 8 usinas. Nos últimos anos, sob a pressão do Partido Verde e organizações ambientalistas, o país “deu um tempo” no trato. Mas agora, com Westerwelle, líder do partido FDP (Partido Democrático Liberal), a orientação é: faça alguma coisa com essas usinas, pelo amor de Deus.

A Alemanha gastou bilhões de Euros no desenvolvimento dos “reatores nucleares mais seguros do mundo”. Porém, graças ao lobby do Partido Verde, o uso desses reatores e a construção de novas usinas está atualmente proibido e existe uma pressão para que o governo cancele de vez os projetos de cooperação nuclear com outros países. Entretanto, a questão que tem pairado sobre as cabeças do atual governo é: o que fazer com esses bilhões investidos? E dá-lhe cooperação do Guido.

É sempre a mesma história: quando o lugar está muito limpo, me pergunto pra onde eles estão levando o lixo…Mas enfim, pelo menos as “relações diplomáticas nucleares” também dão o que falar nas mesas dos bares! Não sem antes eu explicar, claro, de onde vem o suco de caju e que não, não é possível comer açaí “do pé”.

Esse post foi publicado em Costumes, Política e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s